-

Histrico de Cursos: Curso de Tcnico de Apoio Familiar e de Apoio Comunidade (Programa Reativar)

»  O curso de reactivar de Curso de Técnico de Apoio Familiar e de Apoio à Comunidade, realizado em parceria com a Direção Regional do Emprego e Qualificação Profissional, permite aos formandos encaminhados pela Agência para a Qualificação e Emprego de Ponta Delgada obter certificação escolar correspondente ao 12º ano de escolaridade e um certificado de Técnico de Apoio Familiar e de Apoio à Comunidade.

 

O Curso tem a duração de dois anos letivos.

 

Os documentos necessários à inscrição são:

 

»   Declaração de formação emitida pela Agência para a Qualificação e Emprego de Ponta Delgada;

 

»   Certificado de habilitações;

 

»   Fotocópia do Bilhete e Identidade ou do Cartão de Cidadão;

 

»   NIB (Número de Identificação Bancária);

 

»   Comprovativo do Boletim de Vacinas actualizado.

 

 Após a inscrição, será feita uma análise curricular e posteriormente um entrevista de seleção para definir os 20 formandos que irão frequentar este curso.

 

O início da formação está programado para o dia 20 de outubro.

Competências a desenvolver ao longo do curso 

 

Os formandos inscritos no curso de técnico/a de apoio familiar e de apoio à comunidade terão de, no final do curso, obter avaliação positiva nas seguintes competências:

 

SABERES

Noções de:


»  Funcionamento e caraterísticas das instituições e serviços de saúde;

»  Ergonomia e princípios essenciais;

»  Geriatria e problemáticas da saúde dos idosos;

»  Deficiência, igualdade e direitos;

»  Morte e luto;

»  Necessidades humanas básicas;

»  Principais patologias nos idosos;

»  Tipologia de deficiência;

»  Negligência, abusos e maustratos;

»  Anatomia e fisiologia do corpo Humano;

»  Alterações/perturbações mentais;

»  Inclusão e integração social e comunitária;

»  Alimentação, nutrição, dietética e hidratação.

 

Conhecimentos de:


»  Trabalho em equipa;

»  Deontologia e ética profissional;

»  Legislação de enquadramento da atividade profissional;

»  Funcionamento e caraterísticas das instituições e serviços de apoio familiar e à comunidade;

»  Aspetos biológicos, psicológicos, sociais e cognitivos do envelhecimento;

»  Problemas de saúde mais comuns no idoso;

»  Classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde;

»  Modelo ecológico e sistémico;

»  Sistemas do corpo humano;

»  Velhice;

»  Psicologia da velhice.

SABERES-FAZER

 

»  Preparar os materiais, equipamentos e utensílios necessários à prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação;

»  Prestar apoio ao indivíduo nos cuidados de higiene pessoal e de conforto dos assistidos;

»  Utilizar as ajudas técnicas na prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação;

»  Utilizar as ajudas técnicas nos cuidados de alimentação e hidratação;

»  Adequar os cuidados de higiene e conforto às necessidades e caráterísticas do assistido;

»  Detetar alterações do estado físico ou psíquico do cliente;

»  Atuar em situações de urgência;

»  Colaborar na confeção de alimentos e na preparação de refeições básicas;

»  Adequar as refeições às caráterísticas dos indivíduos, tendo em conta o equilíbrio alimentar e as indicações da equipa técnica;

»  Aplicar técnicas e procedimentos de distribuição de refeições;

»  Aplicar técnicas e procedimentos de armazenagem e conservação dos produtos alimentares, medicamentos e outros produtos utilizados;

»  Aplicar técnicas de limpeza e arrumação dos espaços e equipamentos;

»  Aplicar técnicas de lavagem e tratamento de roupa;

»  Acompanhar o indivíduo com restrição na autonomia, autonomia parcial ou total em atividades instrumentais diárias;

»  Efetuar a aquisição de bens e serviços necessários ao dia-a-dia do indivíduo e da família;

»  Planear e implementar atividades de animação;

»  Aplicar técnicas de animação mais adequadas às necessidades e interesses dos indivíduos;

»  Aplicar técnicas de identificação e avaliação de riscos de acidentes domésticos;

»  Identificar medidas de segurança no domicílio ou em contexto institucional para prevenir acidentes;

»  Aplicar técnicas de deteção de situações de negligência, abusos e maus-tratos;

»  Detetar sinais ou situações anómalas referentes às condições de higiene e conforto do indivíduo, bem como referentes a outras situações;

»  Proceder ao registo e transmissão de ocorrências ao técnico responsável;

»  Aplicar as normas de segurança, higiene e saúde relativas ao exercício da atividade.

 

SABERES-SER

 

»  Adaptar-se a diferentes situações e contextos familiares e institucionais;

»  Assumir uma atitude de melhoria contínua;

»  Autocontrolar-se em situações críticas e de limite;

»  Comunicar de forma clara e assertiva;

»  Cuidar da sua apresentação pessoal;

»  Interagir com compreensão, paciência e sensibilidade na interação com utentes, familiares e/ou cuidadores;

»  Interagir com interesse e disponibilidade na interação com os colegas de trabalho;

»  Motivar os outros para a adoção de cuidados de higiene e conforto adequados;

»  Promover o bom relacionamento interpessoal;

»  Respeitar a privacidade, a intimidade e a individualidade dos outros;

»  Respeitar os princípios de ética e deontologia inerentes à profissão;

»  Interagir com equilíbrio emocional e afetivo na relação com os outros;

»  Tomar a iniciativa no sentido de encontrar soluções adequadas na resolução de situações imprevistas;

»  Trabalhar em equipa multidisciplinar.

PORTARIA Nº 107 / 2009, DE 28 DE DEZEMBRO

COMPONENTES DE FORMAÇÃO

    DISCIPLINAS  CARGA   HORÁRIA TOTAL
1.º 2.º
BASE

Cidadania e Profissionalidade

100 50 150
Sociedade, Tecnologia e Ciência 100 50 150
Cultura, Língua e Comunicação 150 50 250
FORMAÇÃO TECNOLÓGICA 625 475 1100

PORTEFÓLIO REFLEXIVO E APRENDIZAGENS

44 41 85

FORMAÇÃO PRÁTICA EM CONTEXTO DE TRABALHO

--- 210 210
TOTAL HORAS POR ANO/CURSO 1019 926 1945

 

 

COMPONENTES DE FORMAÇÃO

ÁREAS DE COMPETÊNCIA

CHAVE

CÓDIGO UC/UFCD ANO

HORAS

UC/UFCD

FORMAÇÃO DE

BASE

Cidadania e Profissionalidade
CP_1
Liberdade e responsabilidade democráticas 1.º 50
CP_4
Processos identitários 1.º 50
Sociedade, Tecnologia e Ciência
STC_5
Redes de informação e comunicação
1.º 50
STC_6
Modelos de urbanismo e mobilidade 1.º 50
Cultura, Língua e Comunicação
CLC_5
Cultura, comunicação e média
1.º 50
CLC_6
Culturas de urbanismo e mobilidade 1.º 50
CLC_7 Fundamentos de cultura língua e comunicação 1.º 50
FORMAÇÃO TECNOLÓGICA                       7206
O setor dos serviços de proximidade: serviços pessoais e de apoio à comunidade
1.º 25
7207
A atividade profissional do Técnico Familiar e de Apoio à Comunidade
1.º 50
7208
Comunicação na interação com a pessoa apoiada, cuidador e/ou família
1.º 50
7209
Trabalho em equipa no contexto da prestação de cuidados pessoais e à comunidade
1.º 25
7210
Prevenção e controlo na infeção na prestação de cuidados pessoais e à comunidade
1.º 50
7211
Os sistemas do corpo humano: imunitário, circulatório, respiratório, nervoso e músculoesquelético
1.º 50
7212 Os sistemas do corpo humano: os sistemas urinário e gastrointestinal, os órgãos dos sentidos e a pele
1.º 50
7213
Necessidades humanas básicas: os cuidados de higiene, alimentação, hidratação, conforto e eliminação
1.º 25
7214
Abordagem biológica, psicológica, social e cognitiva do envelhecimento
1.º 50
7215
Abordagem geral sobre a pessoa com deficiência
1.º 25
7216
Abordagem física e psicológica da doença na prestação de cuidados de higiene, alimentação, hidratação, conforto e eliminação
1.º 50
7217 Apoio na prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação a pessoas com restrição na autonomia 1.º 50
7218 Técnicas de prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação a pessoas com dependência parcial 1.º 50
7219 Auxílio ao profissional de saúde na prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação em indivíduo com dependência total 1.º 25
7220 Apoio nos cuidados de alimentação e hidratação 1.º 50
Portefólio Reflexivo de Aprendizagens 1.º 44 
TOTAL HORAS  1019 

 

COMPONENTES DE FORMAÇÃO

ÁREAS DE COMPETÊNCIA

CHAVE

CÓDIGO UC/UFCD ANO

HORAS

UC/UFCD

FORMAÇÃO DE

BASE

Cidadania e Profissionalidade
CP_5
Deontologia e princípios éticos
2.º 50
Sociedade, Tecnologia e Ciência
STC_7
Sociedade, tecnologia e ciência - fundamentos
2.º
50
Cultura, Língua e Comunicação
CLC_3
Saúde – língua e comunicação
2.º
50
CLC_4
Comunicação nas organizações
2.º
50
FORMAÇÃO TECNOLÓGICA                    7221 Apoio na realização de atividades instrumentais
2.º
50
7222 Desenvolvimento de atividades de animação e ocupação de tempos livres
2.º
50
7223 Princípios de ergonomia e prevenção de acidentes e doenças profissionais
2.º 25
7224 Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional
2.º 25
7225 Estado de saúde abordagem geral em contexto domiciliário
2.º
25
7226 Prevenção da negligência, abusos e maustratos
2.º
25
7227 Gestão de resíduos em contexto domiciliário e institucional
2.º
25
7228 Alimentação e nutrição no ciclo da vida
2.º
25
3296 Higiene e segurança alimentar
2.º
25
4283 Saúde e socorrismo
2.º
25
7229 Gestão do stress do profissional
2.º
25
7231
Pessoa com deficiência mental: conceitos fundamentais, tipologia e caracterização
2.º 25
7232
Promoção da inclusão social e comunitária da pessoa com deficiência
2.º
50
7233
Afetividade e sexualidade das pessoas com deficiência mental
2.º
25
7234
Prevenção da negligência, abuso e maus-tratos a pessoas com deficiência mental e/ou multideficiência
2.º
25
7237 Gestão da viatura de apoio domiciliário 2.º 25
Portefólio Reflexivo de Aprendizagens
2.º

41

Formação Prática em Contexto de Trabalho 2.º 210
TOTAL HORAS 926

Para fazer o download do Desenho Curricular do 1.º ano clique aqui.

As atividades principais desempenhadas por este técnico são:

 

1. Planear o serviço relativo aos cuidados a prestar, selecionando, organizando e preparando os materiais, os produtos e os equipamentos a utilizar.


2. Apoiar o indivíduo na realização de atividades instrumentais quotidianas.


2.1. Acompanhar o indivíduo nas suas deslocações da vida diária, de lazer, religiosas e de saúde;

 

2.2. Representar o indivíduo em situações de mediação, negociação e resolução de problemas do dia a dia, junto de instituições e serviços;

 

2.3. Efetuar a higienização de instalações e outros espaços do domicílio;

 

2.4. Efetuar o tratamento simples de roupas pessoais e de cama;

 

2.5. Assegurar o armazenamento e conservação adequada do material associado à prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação;

 

2.6. Assegurar o armazenamento, transporte e conservação adequada de produtos e alimentos;

 

2.7. Efetuar aquisições de bens e serviços necessários ao dia a dia do indivíduo.

 

3. Prestar cuidados básicos de higiene, conforto e eliminação ao cliente, no seu domicílio ou em contexto institucional de acordo com as orientações da equipa técnica.


3.1. Lavar o indivíduo ou prestar apoio no banho e noutros cuidados de higiene e conforto;

 

3.2. Mudar ou colaborar na mudança de roupa pessoal e substituição de fraldas;

 

3.3. Prestar cuidados de higiene e conforto específicos (cortar-lhe as unhas, fazer lhe a barba, arranjar o cabelo);

 

3.4. Apoiar o indivíduo nas necessidades de eliminação, de acordo com o seu nível de autonomia;

 

3.5. Apoiar o indivíduo na mobilidade e na adoção de posturas corretas sempre que a sua situação de dependência o exija.

 

4. Apoiar o indivíduo nos cuidados de alimentação e nutrição de acordo com as orientações da equipa técnica.


4.1. Elaborar refeições ligeiras tendo em conta as orientações da equipa técnica;

 

4.2. Elaborar dietas especiais, tendo em conta as orientações da equipa técnica;

 

4.3. Acompanhar e apoiar o indivíduo na hidratação toma das refeições sempre que a situação de dependência o exija

 

5. Estabelecer a articulação com a equipa técnica responsável reportando a evolução do estado físico ou psíquico, situações anómalas e/ou agravamento do estado de saúde do cliente, de acordo com as orientações e procedimentos definidos pela equipa técnica.


5.1. Acompanhar o indivíduo na toma de medicamentos e no cumprimento de planos de cuidados, de acordo com as orientações da equipa de saúde;

 

5.2. Atuar em situação de acidente, doença súbita ou agravamento do estado de saúde.

 

6. Participar no desenvolvimento de atividades de animação/ocupação de tempos livres do indivíduo.


6.1. Proporcionar momentos de animação, convívio e outras atividades de caráter lúdico, cultural ou de lazer destinadas a combater a solidão, monotonia e isolamento;


  6.2. Estimular a participação do indivíduo em atividades de lazer em contexto comunitário, visando a promoção da sua integração social.

 

7. Participar na prevenção de acidentes domésticos em contexto institucional ou domiciliário de acordo com as orientações da equipa técnica.


7.1. Identificar riscos de acidentes domésticos;

 

7.2. Propor medidas e adaptações do espaço domiciliário para melhorar a acessibilidade e segurança.

 

8. Assegurar a recolha, triagem, transporte e acondicionamento de resíduos decorrentes da prestação de cuidados de higienização, conforto e eliminação ao indivíduo, garantindo o manuseamento adequado dos mesmos de acordo com procedimentos definidos.


9. Participar na prevenção da negligência, abusos e maustratos sobre o indivíduo.


9.1. Identificar sinais indiciadores de negligência, abusos e maus-tratos contra pessoas idosas ou com deficiência;

 

9.2. Reportar sinais ou situações de negligência, abusos e maus-tratos ao responsável do serviço ou da instituição.

 

10. Auxiliar o profissional de saúde na prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação a pessoas com dependência funcional, temporária ou permanente.


10.1. Auxiliar o profissional de saúde na mobilização, posicionamento, transferência e transporte do indivíduo;

Perfil de desempenho à saída do curso


»  O técnico de apoio familiar e de apoio à comunidade é o profissional qualificado para prestar cuidados de apoio direto a indivíduos no domicílio ou em contexto institucional, nomeadamente idosos, pessoas com deficiência e pessoas com outro tipo de dependência funcional temporário ou permanente, de acordo com as indicações da equipa técnica e os princípios deontológicos de atuação.

 

 

Saídas Profissionais

 

»  Centros de apoio social;

 

»  Santas Casas de Misericórdia com valências de apoio social e à comunidade;

 

»  Instituições de apoio à comunidade;

 

»  Centros Educativos;

 

»  Estruturas de ATL;

 

»  Instituições de Apoio à Infância;

 

»  Centros de Dia;

 

»  Lares de 3ª Idade;

 

»  Serviços de Apoio a Grupos Desfavorecidos;

 

»  Centros de Cuidados Humanos e Similares.

 

Certificação escolar e profissional

 

»  Curso do nível secundário de educação.

 

»  Qualificação profissional de nível 4.

     
Eco-Escolas Fundo Social Europeu